Menu

  Neste sábado, 17 de maio, na chácara do Luis Idem, em Itaí SP, amigos fraternos recepcionaram e receberam com alegria a visita de Fernando Capez, sendo oferecido um gostoso e suculento churrasco.
Na ocasião, Fernando Capez dirigiu algumas palavras a todos os presentes. Transcrevemos abaixo fragmentos dessas palavras que tanto emocionaram e cativaram as pessoas que as ouviram.Boa tarde.
Em primeiro lugar eu queria saudar o prefeito, e agora não mais apenas o prefeito, o amigo Valmir. Quero saudar a sua família, e peço que considere também a minha família, a 1ª Dama Kátia, as meninas… E quero aqui cumprimentar Marli, que foi uma das organizadoras desse evento, já sei de sua liderança, da sua capacidade de trabalho, da sua dedicação, da sua sinceridade, da sua transparência, da sua objetividade, da sua lealdade…

Eu quero que saibam que nós nunca fazemos alianças curtas, alianças efêmeras; nunca fazemos alianças visando eleição eleitoral e que depois se dissipa. Nós fazemos alianças políticas, alianças de amizade, alianças para a vida. Sabemos reconhecer, sabemos agradecer e sabemos caminhar juntos.

Projeto que se faz não é um projeto curto, não é um projeto para eleger deputado. Estou no Ministério Público de São Paulo, ainda estou no Ministério Público, há vinte e seis anos. Eu entrei em janeiro de 1988, no século passado, prestando concurso dos mais difíceis do país. Em 2006 eu me licenciei do Ministério Público, concorri e me elegi com 95.000 votos, me reelegi em 2010 com 215.000 votos, e nunca parei de trabalhar, um só minuto.

Faço aquilo que gosto, e na política eu tenho amigos. Quero que vocês me considerem um amigo.

D. Marli cedeu essa chácara pra nós. Não há nada mais sagrado depois da família, que o lar de uma pessoa. Quando se abre o lar, se abre o coração. A casa é asilo inviolável onde entra a água da chuva, onde entram os raios do sol. Ninguém entra se não for convidado… E a senhora abriu seu coração, abriu a sua casa.

Essa é uma reunião de amigos. Essa é uma reunião familiar. Essa é uma reunião de pessoas que comungam as mesmas ideias, que pensam a política da mesma maneira, e que querem fazer o bem. E é por isso que nós estamos aqui. Eu considero cada um de vocês meu amigo, e não esquecerei nessa nossa caminhada.

Quando uma pessoa vem falar comigo, eu não olho para a pessoa e penso noutra coisa. Eu me concentro na pessoa como se não houvesse mais ninguém no mundo. Eu presto atenção, porque é uma vida, um pedido, é uma alma, é uma angústia, Eu presto atenção. Me concentro e tento resolver, e quase sempre resolve.

Na minha mesa não tem gaveta. Eu não mando fax. A pessoa está falando, já telefono, já vejo o quer, já marco reunião e vou resolver.

Eu fiz o que sempre faço. Naquele momento não existia mais ninguém no universo, era apenas o Valmir. Eu ouvi, eu me concentrei, eu defini uma estratégia, e nós resolvemos. Eu não fiz nada. Você está enganado, eu não fiz nada. Ninguém cria nada, já era o seu direito e te pertencia. Deus apenas fez justiça e usou disso para nós aproximar. E você estava com um obstáculo na sua vida.

Eu encerro dizendo para vocês o seguinte: na vida, quando vocês estiverem diante de um obstáculo não temam, porque obstáculo é sinônimo de oportunidade, o obstáculo surge na sua vida não para ter atrapalhar, o obstáculo surge na vida para que você possa dele usar para se catapultar acima, e dele buscar sua maior motivação.

Que Deus abençoe a todos vocês. Não se impressionem com títulos, com nada. Somos todos pessoas simples, feitas a imagem e semelhança do Criador. Vamos caminhar com humildade, de mãos dadas e










juntos. Que Deus ajude a todos… Vamos em frente. Um abraço.



FONTE Jornal A Opinião.
 
Top