Menu




Nos dia 17, 18 e 19 de novembro a equipe de Controle de Vetores de Itaí realizou pedágios, panfletagens, fixação de cartazes e campanhas específicas em pontos estratégicos, que são locais com alto índice de recipientes vulneráveis à proliferação do vetor, como borracharias, ferros-velhos, locais de armazenamento de materiais entre outros.
Como o tema ‘A dengue está mais perto do que você imagina’ é muito sugestivo, tendo em vista o alto índice de focos encontrados pelos agentes em nosso município, foi realizada a ADL (avaliação de densidade larvária) o município tem registrado em média 05 focos a cada 600 imóveis, isso significa que a porcentagem incluindo todos os imóveis é alta. Ou seja, no mínimo, 83 residências estão com focos do mosquito. Calculando rapidamente, a população de mosquitos reproduzidos no município é de no mínimo 33.200 (aedes aegypt)
O papel dos agentes de vetores, conhecido como "agente da dengue", é de fiscalizar as moradias, em busca de focos do mosquito transmissor da doença. Apesar do nome agente da dengue, ele está no combate contra a sua proliferação. Porém os agentes precisam da colaboração dos moradores, tendo sua importância na inspeção do imóvel, recebendo o agente de vetores para que este possa oferecer as orientações necessárias no combate a dengue.
 Outra situação comumente registrada no município, é que muitos moradores não estão em casa, ou não recebem o agente. Neste último caso, o morador deve tomar consciência do que está fazendo, pois esse ato pode causar o surgimento de um mosquito transmissor do vírus, podendo contaminar não só a ele, como a sua família e a todos que habitam a região.
Portanto, a população deve receber os agentes em suas residências para que estes possam assegurar a saúde dos moradores, não só da residência, mas também de toda rua.
 
Top