Menu

convoca imprensa e explica a real situação em que o município se encontra.





Exatamente no dia em que completou um mês de administração, convidou a imprensa para abrir   Prefeitura, detalhando dívida, situação real em que encontrou os setores e sobre os avanços já alcançados.

EQUIPE - A equipe administrativa esteve neste encontro com a imprensa, sendo ela composta por Pâmela Sabrina Ferreira (secretária de Negócios Jurídicos), Sílvio Henrique do Espírito Santo (assessor de Controle Interno), Fausto Flor Carvalho (secretário de Saúde), Silena Gonzalez Nardocci (secretária do Bem Estar Social), Pedro Paulo de Araújo Júnior (secretário de Governo), Valdecir Magalhães (secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão), Guilherme Moreira de Oliveira (secretário de Meio Ambiente), Zilah Heloísa de Oliveira Lara (secretária de Educação), Daniela da Silveira (diretora de Obras e Serviços de Engenharia), Cláudio Cotúlio (diretor de Serviços Gerais), Harold Hatzfeld Júnior (diretor de Esportes, Lazer e Recreação), Alessandro Vivan Vieira (diretor de Cultura e Turismo), Flávio Alberto dos Santos (secretário Administrativo), Maurício José Mussel Bastos (Departamento de Compras), Maurício José Lopes de Medeiros (Departamento de Agrocultura) e Juliana Fernandes Michelin, primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade.

DÍVIDA - Uma das principais preocupações de Thiago Michelin é quanto a dívida que herdou perante fornecedores. Atualmente a Prefeitura deve R$ 5.146 milhões. Algumas empresas já impetraram ações judiciais visando o recebimento e esse número não está neste montante. Já a dívida ativa tributária, que diz respeito ao que a Prefeitura tem para receber chega a R$ 43 milhões.

DÍVIDA - Uma das principais preocupações de Thiago Michelin é quanto a dívida que herdou perante fornecedores. Atualmente a Prefeitura deve R$ 5.146 milhões. Algumas empresas já impetraram ações judiciais visando o recebimento e esse número não está neste montante. Já a dívida ativa tributária, que diz respeito ao que a Prefeitura tem para receber chega a R$ 43 milhões.

SANTA CASA NA UTI - O alerta vermelho mesmo do município de Itaí está girando em torno da Santa Casa de Misericórdia, que deve basicamente o mesmo que a Prefeitura. “Algo em torno de R$ 5 milhões”, cita Thiago. Com salários atrasados, os funcionários trabalham sem cestas básicas há vários meses e falta estrutura mínima necessária. A entidade está na UTI e para sua sobrevivência existe muito trabalho pela frente. O primeiro passo já foi dado e a regularização da Certidão Negativa de Débitos (CND), já está em processamento. Dr. Fausto, secretário da Saúde, contou que a entidade deixou de receber R$ 300 mil do Governo, que estariam impedidos de repasse pela falta de CND. “Seriam para custeio e aquisição de equipamentos”, fala.

MINIRREFORMA - Assim como havia divulgado em entrevista ao Jornal Sudoeste Paulista, Thiago Michelin, após assumir também deu início ao que chamou de “minirreforma administrativa”. A falta de alguns profissionais para compor o quadro de pessoal iria influenciar diretamente no início de gestão. Após elaborar projetos de lei, logrou êxito e conseguiu compor a equipe. “Isso afetaria diretamente o andamento da administração”, esclarece. Atualmente, a base está composta em sua maioria e o benefício para ele, foi maior custo, entretanto, o prefeito afirmou que não houve impacto orçamentário.

ESPORTES - No Esporte, Harold, ou o conhecido Bird, expôs seus planos e contou que encontrou o setor com problemas, afirmando que está reestruturando a Pasta e que está sendo programados 27 eventos por ano para compor o calendário esportivo. Competições de esportes aquáticos, turismo rural e corrida de Santo Antônio estão nos projetos de Bird.

SAÚDE - Na área da Saúde, Dr. Fausto falou que o plano de gestão pública estava desestruturado, quando pela densidade demográfica, deveriam estar funcionando mais quatro Programas de Estratégia Saúde da Família. Ele contou que com esse déficit, aumenta a demanda na Santa Casa e a principal missão é estruturar o Setor. A mobilização do secretário em busca de recursos já teve início e, através do Banco Internacional de Desenvolvimento (BID), deve ser ampliado o ESF do Jardim Eldorado. A implantação de postos de atendimentos volantes destinados à população rural está dentre os projetos de Dr. Fausto. O controle efetivo de pacientes que necessitam de tratamentos de saúde em centros especializados de saúde na região, também foi destaque de Fausto. “Usavam os veículos da Saúde como táxi até para fazer compras e, isso acabou, o controle atualmente é rígido”, contou. A política preventiva na área deve ser foco principal para evitar inchaço da Santa Casa. Interligadas Saúde e Esportes para Thiago, a ampliação da prática esportiva deve gerar uma população menos doente.

DIRETORIA DE SERVIÇOS - Cláudio citou o estado precário em que encontrou os veículos da frota municipal. Falou sobre o rigoroso controle que vem mantendo à frente da recém-criada Diretoria de Serviços em Geral e sobre o repasse de relatórios ao prefeito. “É o centro nervoso da Prefeitura”, brincou ele. “Mas já obtivemos avanços”, citou.

AGRICULTURA - Já Maurício contou que na área da Agricultura constatou a falta de apoio aos pequenos produtores com o abandono de alguns equipamentos agrícolas que poderiam estar ajudando agricultores do bairro Santa Terezinha. Falou sobre programas de apoio e sobre a importância da área. Já quanto a recuperação das estradas rurais, o prefeito contou que assim que cessem as chuvas e seja assinado o contrato com a Fazenda Urtiga para retirada do cascalho, deve ter início a recuperação de trechos da zona rural. Itaí possui extensão territorial ampla e isso é preocupante para Thiago, já que populações residentes na divisa com outros municípios estariam ilhadas pelo excesso de intempéries.

COMPRAS - Maurício Bastos que já trabalhou à frente do Departamento de Compras na gestão de Dr. Luiz Antonio Paschoal salientou que as mudanças são notáveis, pois a Prefeitura é vista como caloteira atualmente e existe dificuldade de abertura de licitações pela falta de empresas que forneçam até orçamentos para abertura de certames. A aquisição de medicamentos pela Prefeitura sofreu atrasos devido a essa dificuldade. “Antes faziam filas para fornecer para a Prefeitura de Itaí e hoje fogem”, enfatiza. “Já estamos resolvendo e logo devem ser adquiridos os medicamentos”, observa.

EDUCAÇÃO - Thiago salientou que na área educacional existem escolas que funcionam em péssimo estado, necessitando de reformas emergenciais, como no caso da Escola Elza, que sofre com enchentes e com a fiação exposta. O prefeito contou que haviam 140 carteiras novas e que estavam abandonadas, mas que já foram enviadas à Escola Elza. Um avanço que sua equipe já constatou na área foi quanto a eleição da Diretoria das escolas da rede municipal, já que os próprios professores elegeram a equipe que irá gerir suas unidades. A iniciativa inovadora foi elogiada pela classe, que também passa por readequação quanto a atribuição de aulas. Ele tenta recuperar também recursos no valor de R$ 1 milhão e 200 mil, que estariam parados na Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE) desde 2012, que seriam investidos na construção de uma creche-escola ampla para atender 150 crianças.

CULTURA E TURISMO -  Alessandro contou que na área busca a ampliação de cursos do Projeto Guri e a retomada de Itaí no Circuito Cultural Paulista, programa estadual que exige como contrapartida apenas a recepção aos artistas. Alessandro contou que a própria Prefeitura teria pedido para sair do Programa e lamentou o fato. A Banda Municipal que estava com suas atividades paralisadas, irá voltar a ensaiar e irá oferecer oficinas de sopro, isso através da recontratação da maestrina Michele de Oliveira. Transformar Itaí em Município de Interesse Turístico (MIT) está dentre as prioridades da pasta turística.

BEM ESTAR E FUNDO SOCIAL - Atentas aos problemas da população, trabalham em sintonia a secretária Silena e a presidente do Fundo Social Juliana. Silena contou que busca atender as necessidades emergenciais de vulnerabilidade dos moradores quanto a aquisição de cesta básica, entretanto que seu trabalho se pautará pela investigação sobre o fato que os levaram a essa situação, visando desta forma, ampará-los quanto a busca por melhorias, visando sanar a necessidade de doação com encaminhamentos para postos de trabaho. Em tempos atrás eram entregues até 900 cestas básicas, esse mês de janeiro, ela informou que somente 30 foram doadas pela Prefeitura. Juliana destacou que tenta reativar programas que funcionam em parceria com o Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo (Fussesp), visando a capacitação dos itaienses para que consigam gerar rendas e melhorar a qualidade de vida, principalmente na área de costura industrial. Problemas com quitação de débitos com fornecedores do Fundo Social foram detectados por ela. Thiago tem projeto de mudar o prédio do Bem Estar Social e do Fundo Social para outro lado da cidade.

MEIO AMBIENTE - Guilherme mostrou sua preocupação com os problemas enfrentados pela população de animais nas ruas. Citou ainda que as obras da construção do Centro de Zoonoses estão paralisadas, entretanto que a empresa já foi notificada e, que um programa de castração de animais deve ser implantado, pois para ele, é alto o número de animais nas ruas da cidade. A inserção de Itaí no Programa Município Verde Azul, é uma meta de Guilherme, assim como a regularização do aterro sanitário, que com inconsistência do Programa de Coleta Seletiva, passa por sérios problemas. De acordo com ele, a previsão de esgotamento seria para 2022, mas estaria no limite. Um dado importante citado por Guilherme foi que Itaí estaria dentre 100 piores municípios do Estado quando o assunto é Meio Ambiente. Existe projetos para melhorar a captação de água no município, isso através de informações da própria Sabesp e quanto a lagoa de tratamento, Guilherme citou que o furto de fios de cobre, muitas vezes provoca o mau cheiro e que isso estaria sendo sanado pela Companhia.

30 PRIMEIROS DIAS - Basicamente, todos os setores da Prefeitura, trabalham com deficiência devido ao que foi encontrado, entretanto após esse levantamento, Thiago afirma que as metas de seu plano de gestão de políticas públicas estão mantidas e que já constatou vitórias em um mês de governo. Agradeceu a parceria mantida com os vereadores, já que prevalece o compromisso em melhorar a vida da população. Avalia também como bom o desempenho de sua equipe e que cada um está cumprindo com sua parte. “Com tudo em mãos, a luta está apenas começando”, conclui o prefeito.




















( fonte Sudoeste Paulista )
 
Top