Menu



Em Itaí (SP), dois comércios considerados não essenciais foram autuados por agir na contramão às novas regras municipais. Na cidade, a multa pode causar um prejuízo de mais de R$ 2.100, de acordo com o decreto municipal.



Segundo informações da prefeitura, desde o início da quarentena estadual, diversos comerciantes locais não respeitaram as normas. Com isso, a prefeitura precisou fazer trabalhos de orientação, além de intensificar a fiscalização.
Conforme o decreto, após o estabelecimento ser multado também pode ter o alvará cassado.
A Prefeitura de Avaré (SP) também está fazendo fiscalização nas lojas do comércio. Lá, mais de 40 estabelecimentos foram notificados.
O decreto municipal não multa, mas prevê a cassação do alvará de funcionamento. E se mesmo após a cassação o estabelecimento continuar funcionando, o proprietário receberá uma multa por estar irregular, que pode ultrapassar os R$ 17 mil.
É necessário ressaltar que ambos os municípios decretaram que salões de beleza, barbearias e manicures podem receber clientes, contudo, sendo um de cada vez, com hora marcada e portas fechadas.





 
Top