Menu

 O Governador João Doria anunciou nesta sexta-feira (7) dois pontos importantes para a região Sudoeste Paulista, quando ao Plano SP de retomada da economia: o retorno das aulas estaduais para 7 de outubro, antes prevista para 8 de setembro e a inserção da região na Fase Amarela do plano. Com a atualização, 86% da população do estado está em regiões localizadas na fase amarela.

 

Para que a previsão da volta as aulas, se concretize, é necessário que o estado esteja por 28 dias na fase amarela do Plano São Paulo. O retorno será gradual e, na primeira etapa, vai atingir até 35% dos alunos.

 

Os riscos para saúde mental dos estudantes com longos períodos de isolamento devido à pandemia e ao fechamento das escolas têm sido apontados em alguns estudos. Segundo pesquisa Datafolha, 75% dos estudantes das escolas estaduais de São Paulo declararam que estão tristes, ansiosos ou irritados.

 

A última previsão do Governo de São Paulo era de que as atividades presenciais pudessem ser retomadas no dia 8 de setembro. A data teve de ser adiada por recomendação do Centro de Contingência do Coronavírus, tendo em vista que apesar de 86% da população do estado já estar na fase amarela, dificilmente no próximo ciclo de 14 dias, todo o estado estará, já que há regiões que continuam na fase vermelha.

 

Quanto a região recolocada na Fase Amarela, é certamente um alento para os setores econômicos mais afetados pelas restrições.

 

Nove áreas de DRSs (Departamentos Regionais de Saúde) progrediram de fase e estão agora na etapa amarela, menos restritiva em relação às atividades econômicas e à mobilidade social. São elas: Araçatuba, Bauru, Campinas, Marília, Piracicaba, Ribeirão Preto, São João da Boa Vista, Sorocaba e Taubaté. A medida passa a valer a partir deste sábado (8), excepcionalmente.

 

Bares, lanchonetes, restaurantes e academias têm condições de abertura, mesmo muito restrita, na Fase 3 ou Amarela, mas é certamente uma grande esperança para esses setores que estão impedidos de abrir desde o início da quarentena, no dia 23 de março.

 

Confira nos gráficos abaixo, a situação do Estado nesta que foi a 10ª atualização do Plano SP e, como ficam o funcionamento dos estabelecimentos. 

 
Top