Menu

 












Tragédia em Taguaí: advogado diz que confecção contratou transporte para grupo que morreu em acidente; empresa nega


Batida entre ônibus e caminhão aconteceu na Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho, entre Taguaí e Taquarituba (SP), e deixou 41 mortos.

 Os donos da empresa do ônibus que se envolveu em um acidente com um caminhão e deixou 41 mortos no interior de SP foram ouvidos pela Polícia Civil de Taguaí (SP), nesta sexta-feira (27).

O ônibus, que não tinha autorização da Artesp para circular e estava com documentos irregulares, levava trabalhadores de Itaí até a empresa de confecção de jeans, em Taguaí quando houve o acidente.

O advogado que representa a empresa de ônibus, Adail Oliveira, contou ao  que a confecção que contratou o serviço de transporte, contrariando a versão da empresa. Questionada pela site a empresa de jeans nega a versão e diz que o ônibus foi contratado pelos funcionários. 

  A colisão ocorreu no km 172 da Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho, em Taguaí, na manhã desta quarta-feira (25), quando as vítimas saíram de Itaí e seguiam para o trabalho, em Taguaí.

"A empresa simplesmente prestou informações sobre o acidente. Não dá para falar nada, estamos aguardando a perícia. A empresa têxtil contratou com eles [empresa do ônibus] o serviço de transporte", disse o advogado 

Está todo mundo abalado com o acidente, foi uma fatalidade. É todo mundo trabalhador, uma empresa honesta, todo mundo acorda todos os dias para trabalhar e pode acontecer esta fatalidade. Estamos aguardando a perícia do local do acidente para ver o que realmente aconteceu", afirma Oliveira.

Ainda segundo o advogado, o motorista do ônibus está abalado com a situação e ainda não foi ouvido formalmente pela Polícia Civil.

À TV TEM, Emerson Fernandes, advogado da empresa de confecção, disse por telefone que se surpreende com a declaração e afirma que a informação não procede. Segundo ele, a confecção fazia o pagamento do vale-transporte e os funcionários contratavam a empresa de ônibus.

Resumo

  • Um ônibus e um caminhão colidiram em Taguaí (SP)
  • Acidente aconteceu por volta das 7h de quarta-feira
  • O ônibus levava cerca de 50 trabalhadores de uma empresa têxtil
  • A colisão ocorreu no km 172 da Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho
  • A empresa de ônibus Star Viagem e Turismo não tinha autorização para operar, segundo informações da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp)
  • Motorista sobreviveu, teve alta do hospital e não foi mais visto, apesar de não ser considerado foragido pela polícia


 
Top