Menu

 



A cidade de Paranapanema, alertou o governo do estado na noite do último sábado, dia 27, para o risco de falta de oxigênio em razão do aumento da demanda do insumo.

A informação foi confirmada pelo secretário de Saúde do município, Jerônimo Fernando Dias Simão, em entrevista à CNN na tarde de domingo, dia 28 de fevereiro.

Houve um aumento grande na demanda e, de imediato, informamos a Central de Regulação de Urgências do estado de São Paulo para estar em alerta com os pedidos de vagas dos pacientes de Paranapanema para que fosse atendido com brevidade, com a possível falta de oxigênio devido ao aumento da demanda muito grande”, disse Simão.

O secretário afirmou, porém, que não houve falta do insumo médico na cidade – apesar de ter estoque para abastecer o hospital local por apenas 12 horas.

“Ontem [sábado] recebemos estoque de oxigênio, somos um hospital de pequeno porte. Estávamos gastando um cilindro de oxigênio a cada 40 minutos e tínhamos um total de 18 cilindros (…) entramos em alerta e comunicamos a Central de Regulação de Urgências”. (CNN)

Transferências

No final da tarde de domingo, 28, Alexandre Costa, funcionário do hospital Leonardos Van Melis postou em sua página na rede social, um depoimento onde destacou a difícil situação pelo que passa o município. “Hoje foi assim aqui em Paranapanema, uma corrida contra o tempo transferências dos pacientes do Covid. No total, 5 pacientes transferidos para cidades da região; 2 p/ são Manuel, 1 p/ Botucatu Unesp, 1 p/ Tatuí e 1 p / Laranjal Paulista. Oremos para todos os pacientes voltem para suas famílias todos curados”, concluiu a postagem.


Último Boletim


O último boletim informativo emitido pela Secretaria de Saúde de Paranapanema e disponibilizado no site oficial da prefeitura, foi no dia 26 de fevereiro e trazia os seguintes numeros: Casos confirmados 667, casos descartados 1.945, curados 604, suspeitos 97, confirmados em isolamento 34, suspeitos em isolamento 93, pacientes internados 08, internações suspeitas 04 e 21 óbitos.

 
Top