Menu


 

Prefeitura de Itaí prorroga fase emergencial até 11 de abril
Seguindo o Decreto Estadual, município prorroga a fase emergencial.
O município de Itaí prorrogou, através do Decreto nº 3.050, de 30 de março de 2021, a fase emergencial que prevê regras mais rígidas do que a fase vermelha da quarentena, até o dia 11 de abril. A medida entrou em vigor em 15 de março e, pela previsão inicial deveria permanecer até o dia 30 de março.
Tais medidas fazem-se necessárias devido a constatação de que o agravamento da situação epidemiológica se deu pelo não cumprimento da população das medidas de contingenciamento, além disso a Secretaria Municipal da Saúde e Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus (Covid-19), manifestou sobre as condições epidemiológicas e estruturais do município, indicando relevante agravamento da epidemia em Itaí, com considerável aumento dos números de casos, internações e óbitos de COVID-19.
Fase Emergencial
Na fase emergencial foram suspensas celebrações religiosas e esportivas coletivas, e uso de praias e parques.
Alguns setores e serviços que tinham autorização para funcionar na fase vermelha, também foram suspensos, como lojas de matérias de construção e a retirada presencial de mercadoris e alimentos nas lojas.
Para as empresa foi determinado o home office para as atividades administrativas dos setores não essenciais, o atendimento ao público nas repartições públicas também estão suspensos.
O que pode funcionar na fase vermelha emergencial
Hospitais, clínicas, farmácias, dentistas e estabelecimentos de saúde animal (veterinários)
Supermercados, hipermercados, açougues, lojas de suplemento, feiras livres.
Delivery e drive-thru para padarias das 20h às 5h; no restante do dia, funcionamento normal
Delivery para bares, lanchonetes e restaurantes
Cadeia de abastecimento e logística, produção agropecuária e agroindústria, transportadoras, armazéns, postos de combustíveis
Empresas de locação de veículos, oficinas de veículos, transporte público coletivo, táxis, aplicativos de transporte, serviços de entrega e estacionamentos
Serviços de segurança pública e privada
Construção civil e indústria
Meios de comunicação, empresas jornalísticas e de radiodifusão sonora e de sons e imagens
Outros serviços: lavanderias, serviços de limpeza, hotéis, manutenção e zeladoria, serviços bancários (incluindo lotéricas), serviços de call center, assistência técnica e bancas de jornais
O que não pode funcionar na fase emergencial
Academias
Igrejas e atividades religiosas
Campeonatos esportivos
Salões de beleza
Cinemas
Teatros
Shoppings
Lojas de rua, incluindo lojas de material de construção
Concessionárias
Escritórios
Parques
Clubes...
Praias
 
Top