Menu


 


Nesta sexta-feira, 21 de maio, foi realizado na Câmara Municipal de Itaí, a reunião para a implantação do Consórcio Intermunicipal de Bombeiros. O Capitão PM Winckler, comandante do 5° Subgrupamento de Botucatu explanou, através de slides os números de atendimentos e de custo da Estação de Bombeiros de Itaí, responsável pelo atendimento das ocorrências de incêndios, salvamentos, além dos serviços de proteção e prevenção como atividades educativas e vistorias para o AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros) na região.
Ressaltou que todos esses atendimentos tem um custo elevado, havendo a necessidade de investimentos na estrutura, no pessoal e viaturas, justificando assim o alto custo.
Dessas seis cidades, apenas três delas estiveram representadas, a cidade anfitriã Itaí, com o prefeito José Ramiro, o presidente da Câmara Municipal Avelino Niceto Neto, a chefe de gabinete Tatiane Angélica Correio da Silva Queiroz e o representante administrativo André luís Gabriel; representado o Prefeito de Taquarituba Éder Miano, os Assessores Rolandro Augusto Benini e Gabriel Camargo de Oliveira; de Itaporanga o Prefeito Douglas Benini e o vereador Fernando Marques (Fernando da Assistência).
Os prefeitos de Paranapanema (Rodolfo Fanganiello), de Coronel Macedo (José Roberto Santinoni) e Barão de Antonina (Rodrigo Waldemar Marques) por telefone informaram o não comparecimento devido a demanda da agenda, mas que assinalaram positivamente em participar do Consórcio.
O Prefeito de Itaí Zé Ramiro explicou que a Prefeitura de Itaí sempre esteve a disposição para ajudar a instituição, mas que o alto custo inviabiliza mais investimentos, estando de acordo também o Prefeito de Itaporanga Douglas Benini, os quais ressaltaram os importantes atendimentos que vivenciaram em vossas cidades, enaltecendo a importância do Consórcio para a população da região.
Comandante da Estação de Bombeiros de Itaí, Sargento Monteiro falou sobre a importância desse consórcio para a população atendida na região, o qual irá proporcionar além da estruturação e capacitação das Defesas Civis de cada cidade, como também na agilização do atendimento primário e de responsabilidade de cada prefeitura.
A estrutura do consórcio consiste em dividir o custo mensal proporcional ao número de habitantes de cada município atendido, consequentemente novas aquisições de equipamentos, veículos e o aumento do efetivo também fazem parte das melhorias.
Ao final todos assinaram a Ata que deverá ser encaminhada a todos os prefeitos, juntamente com a documentação pertinente para apresentação às respectivas Câmaras Municipais e posterior formalização e vigência do Consórcio já em 2022
 
Top