Menu


Quase um ano depois da batida entre um ônibus e um caminhão que matou 42 pessoas em Taguaí, a cerca de 80 quilômetros de Avaré, três empresas fecharam um acordo perante o Ministério Público do Trabalho se comprometendo a indenizar em 39 mil reais as famílias de 40 trabalhadores.
A colisão ocorreu no dia 25 de novembro de 2020 na Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho e foi considerado o acidente com maior número de mortes nas rodovias de SP em 22 anos.
Os passageiros que estavam no ônibus eram funcionários de três fábricas de roupas e estavam indo ao trabalho.
A maioria das vítimas tinha saído de Itaí.
Além de 41 passageiros do ônibus, o motorista do caminhão também morreu.
De acordo com o Ministério Público do Trabalho, as empresas Prime Jeans, Creative Jeans e Virtual Jeans celebraram Termos de Ajuste de Conduta no fim de setembro.
Além da indenização, as empresas se comprometeram a fiscalizar as empresas que realizam o transporte dos funcionários.
Fonte: G1
 
Top