Menu

 



Há pouco menos de um ano, sem imaginar que aquele seria o último adeus, 42 famílias viram seus parentes saírem de casa para trabalhar. São mães que perderam filhos, filhos que ficaram sem os pais e muitos laços de amizades interrompidos.


Considerado o maior acidente em número de mortes nas rodovias do estado de São Paulo em 22 anos, a tragédia em Taguaí (SP) não deixou apenas o luto, mas também o desafio de reconstruir a vida sem a presença de pessoas importantes.





 
Top