Menu


 Investigação aponta que não há relação de vacina com parada cardíaca em menina de Lençóis Paulista; garota está internada em Botucatu

A parada cardíaca em uma menina de 10 anos, que motivou a suspensão da vacinação na cidade de Lençóis Paulista, não teve qualquer relação com a aplicação do imunizante da Pfizer, diz uma investigação do governo paulista. A garota está internada na Unimed de Botucatu.
O Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde concluiu a investigação e descartou o evento adverso pós-vacinação.
“Não existe relação causal entre a vacinação e quadro clínico apresentado”, diz parte da nota.
A análise realizada por mais de 10 especialistas apontou que a criança possuía uma doença congênita rara, desconhecida até então pela família, que desencadeou o quadro clínico, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde.
A análise dos especialistas se baseou em exames e nos dados do prontuário da paciente no hospital. A menina foi hospitalizada na tarde da de quarta-feira, dia 19, após 12 horas de tomar a dose pediátrica da Pfizer.
A Prefeitura de Lençóis Paulista interrompeu a vacinação infantil na cidade depois da parada cardiorrespiratória sofrida pela menina.
 
Top