Menu


 JUSTIÇA DECRETA PRISÃO PREVENTIVA DE FUNCIONÁRIO E AGRICULTOR ACUSADOS DE DESVIO DE COMBUSTÍVEL DA PREFEITURA

Em audiência de custódia realizada nesta quarta-feira, dia 6 de julho, a Justiça decretou a prisão preventiva do funcionário e do agricultor que são acusados de terem desviado combustível da Prefeitura de Avaré.
Com o decreto de prisão preventiva, ambos foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória – CDP de Cerqueira César. O tempo da prisão preventiva é de 5 dias, podendo ser ampliada.
O funcionário e o agricultor foram presos na terça-feira, dia 5 de julho, pela equipe da Delegacia de Investigações Gerais – DIG de Avaré.
Segundo informações obtidas com exclusividade pelo A Voz do Vale, há três meses o setor de inteligência da Polícia Civil começou a investigar o crime. Os policiais tinham a informação de que um servidor da Garagem Municipal estaria desviando combustível.
Informações dão conta que o funcionário retirava o combustível do caminhão basculante da Prefeitura, na qual ele conduzia, e vendia para o empresário.
Ainda segundo informações, o servidor vendia o litro do óleo diesel por R$ 3,50, muito abaixo do que é comercializado no município.
Após a investigação, a Polícia Civil descobriu que um novo desvio de combustível iria ocorrer no Aeroporto Municipal. Equipes ficaram monitorando o local e acabaram flagrando o crime na terça-feira (5).
Na ocasião, o funcionário, C.L.S., de 50 anos, teria vendido 200 litros de óleo diesel por R$ 100,00, ao agricultor, L.F.O., de 52 anos.
A Polícia Civil abordou o agricultor em uma estrada rural próxima ao Aeroporto. O funcionário também foi abordado. Ambos confessaram o crime e foram presos em flagrante.
A dupla foi encaminhada ao Plantão Policial. Eles responderão por peculato, receptação e associação criminosa.
 
Top